sábado, 30 de abril de 2011

Comidinha de colo...


Então, né? Comida fácil, adoooro!!

Essa é uma daquelas comidinhas de colo. Sabe aquela comidinha que alguém querido faz e a gente ama?
Pois é. Essa aprendi com a madrinha! Delícia pra'queles dias preguiçosinhos, hahahaha.

Prest'enção em como é simples. E bem, pra quem gosta e pode um salzinho a mais... Porque a receita é um tiquinho salgada. Mas alimenta, hehe.
E outra coisa pra depois não dizer que eu não avisei. Não saia da cozinha e esqueça da panela porque é tão rápido que pode queimar, rsrsrsrs


ABOBRINHA COM QUEIJO


Você precisa de:


No caso aqui, usei a abobrinha italiana. Pimenta do reino moída, sal, margarina/manteiga, queijo parmesão ralado.

Dinda indica como acompanhamentos: arroz com cenoura, salada de feijão fradinho.
Mas, eu comi com arroz normal, carne moída com batata e salada de alface.


Lavar as abobrinhas, cortar em rodelas finas.
1) Fazer uma camada de abobrinha no fundo da panela, colocar uma colher de margarina/manteiga, pitadas de sal e de pimenta do reino.
2) Repetir os ingredientes (menos a margarina) até acabar as rodelas de abobrinha , tampar a panela.
3) Deixar panela em fogo baixo.
Observe que não precisa colocar água na panela, o legume cozinha com seu próprio líquido e com ajuda da margarina.
4) Mexer de vez em quando com uma colher de pau ou plástico.
5 e 6) Quando estiver molinha (cozidinha), jogar queijo parmesão em cima, deixando ainda o fogo ligado um pouquinho para o queijo derreter. A quantidade de queijo é à gôsto do freguês! rsrsrs

miércoles, 27 de abril de 2011

Vesti azul... pra ver se a sorte muda!

Hoje eu tou assim... E comecei editando esse post em casa, pra terminar na facul, porque o dia vai ser baaaaaarra! rsrs...
Escolhi esse look porque é leve, confortável e eu vou passar o dia inteiro sentada mexendo no computador pra editar um podcast (assim que ficar pronto ponho aqui!), uhauahuahua... E, claro, a nêga aqui não entende muito bem de programa de edição de áudio...


Como dá pra ver, fui munida de mala e cuía... Pra aguentar das 8h até às 22h. Tenhamos todas um bom dia/boa noite! kkkkkk...

Já usei assim:



Olha aí, o áudio do podcast Tricotando, produzido por mim e por minha parceira. Que orgulho! rsrs...



Besos,

M.

domingo, 24 de abril de 2011

Ovo de Páscoa

Lembra daquele DIY que M. mostrou por aqui?
Pois então... Eu fiz passo a passo lá no trabalho pra vender com produtos dentro e adorei o resultado. Todos foram vendidos.

Páscoa em espanhol é com U e sem acento, tá? Não tá mal escrito, não! kkkk

Fizemos uns 8, mas esqueci de tirar foto de todos. :(
É realmente super fácil de fazer e fica lindoooo.... Tô pensando em fazer com aqueles balões que tem forma de coração pros dias das mães.
Valeu, M., pela dica. Arrasou!

Beijos e espero que a páscoa tenha sido boa para todos.
J.

Por uma água mais saudável

Hoje não vai ser uma receita. Mas vou falar sobre a tradição que algumas pessoas ainda conservam, de obter água filtrada: O filtro de barro.
Quem não se lembra de ter um desses na casa da tia, da vó, e até em casa mesmo, antes desses filtros mais modernos que temos hoje??

Pois que a nossa 'antiga' forma de obter água filtrada foi considerada a mais eficiente de conseguir água bebível neste site americano chamado MetaEfficient, autodefinido como Guia das Coisas Altamente Eficientes. Uh lala!

"Feito de barro cozido, ou terracota, filtra a água lentamente por gravidade, através de suas velas de cerâmica, enquanto mantém a água fresca". O autor do artigo diz que esse filtro "remove 95% de cloro, pesticidas, ferro, alumínio e chumbo, e 99% de criptosporídeos, giárdia e sedimentos. Melhor se for revestido por dentro com prata coloidal, que o mantém livre de pragas".
Preciso dizer que achei isso o máximo? Sou a favor do retorno àquilo nos é tão familiar, e mesmo simples, tinha eficiência.

Enfim, eu 'tava aqui revirando o baú... rsrss... Encontrei fotos de uma viagem pelo Centro-Oeste, mais precisamente nas terras goianas. Um verdadeiro passeio pelo Cerrado. (O que sempre me lembra Lamento Sertanejo, de Gil e Dominguinhos, e que traduzia bem como me sentia... aaah, enfim, isso é outra história...)

O fato é que eu tô aqui falando de interior, do mato, da caatinga, do roçado... Pra comentar, que sim, em muitos lugares escondidos pelo BR afora, usa-se o filtro de barro, panelas de barro, colheres de pau, e moringas. A água contida numa moringa de barro é mais fresquinha. Não é só uma sensação física, não; a temperatura dela é realmente alguns graus centígrados menor que a temperatura ambiente. Ou seja, água fresca sem precisar de geladeira!! Imagina essa tecnologia num lugar onde nem luz elétrica chega direito! Magia!

Essa foi uma boa 'aula' de vida sustentável, né?! Eu gosti! rsrsrs

Beijos,
M.

sábado, 23 de abril de 2011

Tudo caramelizado

Um sábado com cara de tudo, menos de sábado. A inspiração do almoço em família de um sábado santo ficou por conta do cinto caramelo (igual ao danado do cão que adora aparecer nas fotos!!), achado aqui nas arrumações das coisas de meu pai. E achado não é roubado, né?! rs
Logo em seguida (se eu conseguir) vou a um "lanchinho" com amiga aniversariante.





A partir do cinto pensei logo na sandália que tenho no mesmo tom caramelizado, e sim, eu também gosto de coisas combinadinhas, rs.


Beijinhos,
M.

jueves, 21 de abril de 2011

Deditos de fora

Olha, se tem uma coisa que eu tenho certa dificuldade é achar blogueiras com a mesma estatura e corpo semelhante para eu poder me inspirar melhor, rsss...

Não por acaso, encontrei o blog da Mari, o Deditos de Fora, carioquinha OFF (hehehe), do jeito que 'nóis' gosta; e ela tem a estatura idêntica a essa que vos escreve (aka 1,50m). Não temos o mesmíssimo corpo, mas eu adoro ver o que ela veste e me inspirar...
Eu gostei desse look... E assim, vendo pela foto, não acho que o comprimento da saia achatou sua silhueta (leio demais por aí que usar isso ou aquilo achata a silhueta). Eu só não uso saia nesse comprimento porque fico com jeito de crente-que-acabou-de-sair-da-igreja... Mas, como sempre, acho lindo no corpo de outra pessoa.



M.

miércoles, 20 de abril de 2011

Hoje eu vou assim!
Sabe... Hoje eu voltei a sorrir pra esse vestido (vamos ver até quando, rsrs).

E ontem foi assim...

Tá, eu sei, esqueci de tirar foto do caderninho forrado, tsc... Mas foi simplezinho, nem vale uma foto, rsrs...


Beijos,

M.

lunes, 18 de abril de 2011

Colar de Canudo

Quem se lembra da fase escolar em que se fazia colar com canudos para comemorar o dia do Índio (que por sinal é amanhã)??? rsrsrs...
Pois bem. Eu sou super a favor do faça-você-mesmo porque sai beeeeeem mais em conta (ou será que não?).
... E por falar em canudos, escola, dia do Índio... 'Tenho' (peguei pra mim, rsrsrs) esse DYI para manter esse espírito infantil maaaaas trazendo o canudo pra nossa 'realidade' adulta?! Olha esse DYI e tenha vontade tanto quanto eu de fazer um!


Material:
- Canudos
- Tinta spray dourada (Gold) (acho que prata também vale. Escolha os metalizados para fazer o efeito de jóia)
- Cordão preto (ou um tipo de corda, mas acho que uma linha de crochê mais grossa salva)
- feichos para finalizar o colar (na cor do spray, não esqueça)


O DYI encontrado pede:

- que você tenha 16 pedaços de canudos (creio que de 3 cm)
- para aplicar o spray, e deixar secar por 24 horas
- para cortar o cordão em dois pedaços com o mesmo comprimento (mas a moça não diz o tamanho).
- Em um mesmo canudo comece a passar os cordões, cada um por uma entrada. E faça isso sucessivamente.
(O que vocês sugerem para conseguir atravessar o cordão sem que ele emperre no meio do canudo. Eu acho que talvez, usar um palito para empurrar o cordão, ajuda. Será?).

Percebam que, numa das pontas do canudo o cordão fica mais apertado, e no outro, os cordões estão sobrando um pouco, é necessário para dar a curvatura do colar!

Agora... Não tem a explicação para finalizar o colar, mas, lembre-se de dar nó e finalizar mais ou menos como dá pra ver na foto.

Beijos,

M.

sábado, 16 de abril de 2011

Inspiração: Jasmim-Manga

Este é o nome popular de uma (árvore) flor muito utilizada para paisagismo. Apesar do nome, ela não tem parentesco com os jasmins. Eu acho a flor bonitinha e há variação de cores.





Essa é uma delas, com essa tonalidade rosa (vermelha?) e laranja tão quente, tão verão, tão tão...
Pois enfim, meu pensamento de hoje é jasmim-manga (que nome mais lindo é esse, hein?!? rsrs)



Beijos, M.


Vestida Para Espantar Gente na Rua

Esse é o nome de um livro que eu super descobri nas andanças pelo Twitter, creio.

"O livro conta a história de uma menina que usava roupas tão diferentes que chegavam a assustar gente na rua. Ela foi gostando da brincadeira e organizando suas roupas até formar um clubinho no qual as diferenças acabavam sendo bem aceitas. Um jeito de falar de moda e da aceitação das diferenças para crianças."

Ok, mas eu não sei, não... Tem muita gente grande \o/ que merecia ler/ter o livro, rsrs... Eu queeeero! (Pelo menos vende em livrarias que tem filial em Salvador. Não curto comprar nada pela internet - tá bom, tá bom... um dia eu ainda me rendo...)


Sobre autora (retirado do site):
miki w. é inventora. depois de muito andar por este mundo de deus, descobriu que gostaria de dar a sua contribuição ~ ainda que pequena ~ por um mundo melhor. o projeto mundomiki e a historinha “vestida para espantar gente na rua” são uma pequena parte desse sonho. com esse livrinho, ela almeja que todos possam celebrar e aceitar o seu verdadeiro eu e acolher as outras pessoas que são diferentes deles.

Sobre a Editora (retirado do site):
Estação das Letras e Cores tem como proposta publicar obras de referência para provocar a reflexão, o conhecimento e a pesquisa nas áreas de moda, design e artes.

Blog/Site do Livro

Twitter

martes, 12 de abril de 2011

Look e outras coisinhas...

Look usado pra ir n'um aniversário que foi de dia (almoço). Mas eu bem usaria pra ir pra uma baladinha suave.
Detalhe da blusa que tinha tudo pra deixar o look bem Navy, mas eu acho que consegui escapar um pouco do óbvio. O que vocês acham? Objetivo conseguido?

Ah... E esse verão as transparências vêm com tudo e é uma moda que tem que ter muito cuidado pra não ficar vulgar. Nada de imitar a Lady Gaga!!! hahaha...

Eu acho que fica bem charmosinho com uma blusinha por baixo. Pode ser até aquela que tem rendinha nas bordas. Dá um ar de senhora-comportada legal no look.

Andei reparando nas celebrities por aí com o cabelón solto todo de um lado, bem no estilo da década de 40, sabe? Com um par de "tic-tacs" tentei também. Tem que prender, porque o legal é o cabelo aguentar assim o evento todo.


Beijos,
J.

lunes, 11 de abril de 2011

DIY - Páscoa

Achei e tô pensando em fazer esse enfeite de páscoa (24/04) para encher de chocolates, uhahuahauhuaahaua...



Você vai precisar de:
- 1 bexiga grande
- Cola branca
- Spray fixador para cabelo
- glitter ou purpurina
- tesoura e pincel
- Linha Anne de crochet (mesclada fica mais bonita)
- Papel crepom ou celofane cortado em tirinhas, para imitar o ninho dos ovos.
- 1 caixinha pequena e redonda (do tipo que vem com talco).

Vamos ao passo a passo:
1 - Encha a bexiga e amarre bem firme.

2 - Com a linha escolhida, dê diversas voltas na bexiga recobrindo totalmente.

3 - Coloque a bexiga sobre uma tigela para apoiar. Passe uma mão de cola com o auxílio do pincel. Quando secar um pouco, passe outra camada. Pincele delicadamente. Deixe secar durante a noite e só retome no dia seguinte.

4 - Quando estiver totalmente seca (não seque ao sol, mas deixe em local bem ventilado), fure a bexiga com um alfinete.

5 - Com o auxílio de uma tesoura afiada, corte uma abertura oval na frente do ovo. Tenha cuidado para não apertar o ovo ao cortar. Retire a bexiga.

6 - Pincele o gliter, e em seguida borrife spray fixador de cabelo em toda a superfície do ovo.

7 - Deixe secar bem, forre com o papel picado, encha com os ovinhos, coloque belos laços de fita no alto e se quiser umas flores de papel crepom. Cole embaixo do ovo a caixinha redonda, formando um "pezinho" para ele. E está pronto o Porta Ovinhos de Páscoa.

...

Update. No google, digitei "ovo de barbante", olha que coisa fofa!


E um mimo mais simples ainda:



M.